VERÍSSIMO, Luis Fernando. Comédias brasileiras de verão

Luís Fernando Veríssimo é quase uma unanimidade entre os leitores brasileiros, então dizer “eu gosto do Veríssimo” chega a ser desnecessário. O que existe, na verdade, são leitores mais casuais ou leitores assíduos dos textos dele, e eu me encaixo no segundo grupo há uns bons dez anos (inclusive, quando me mudei de casa, fiz questão de emprestar em definitivo o Ed Mort e outras histórias que meu pai tinha).

Geralmente, definem o Veríssimo com o autor que melhor retrata a classe média brasileira, suas manias de grandeza, seus constrangimentos, a relação da família com a mudança dos tempos etc. Comédias brasileiras de verão, como o título sugere, segue por esse caminho – que, dessa vez, infelizmente, Veríssimo não percorre muito bem. Continua...