O Cavaleiro das Trevas

Mas pode chamar também de Coringa: o filme.
A última vez em que eu vi tanta divulgação e expectativa em torno de um filme foi lá em 2004, quando a continuação de Matrix foi lançada. Revolutions teve uma propaganda colossalmente grande, mas o resultado, nós bem lembramos, foi bastante desapontador. Com tanta coisa do novo Batman espalhadas por ai (cartazes, campanhas virais, trailers), eu cheguei a temer que, no fim, o filme não correspondesse a toda a poeira que estava levantando. Mas depois das 2 horas e meia no cinema, eu pude respirar aliviado: O cavaleiro das trevas é um negócio fantástico.

Para não repetir só o que andam dizendo por aí, para mim o filme funciona ao se apoiar num quadrado de personagens: Comissário Gordon, Batman, Harvey Dent e o Coringa. As atuações são impecáveis, você sofre e se preocupa com cada um deles, especialmente porque suas motivações soam verdadeiras de uma forma que, não fosse a pirotecnia dos efeitos especiais, é possível se sentir frente a um drama verdadeiro, com pessoas de verdade. Gordon é o mortal batalhador inserido num jogo bem maior do que ele, que na certa terminará por matá-lo; Batman é o herói que passa mais tempo envolvido com a angústia de sua própria imagem do que exercendo sua função de salvador, enquanto a figura dúbia de Harvey Dent é perfeitamente verossímil na transformação pelo qual passa.

Mas o grande nome mesmo do filme é o Coringa, e se antes as pessoas já diziam que a loucura do personagem havia endoidado Heath Ledger a ponto de ele se matar, agora é que vão ter certeza disso: o Coringa de Ledger é um psicótico completo, instável, propagador da anarquia que não se importa com absolutamente nada - e essa é a grande sacada de Cavaleiro das Trevas: ao invés de um filme bonitinho, o que se tem é a tensão constante de algo errado irá acontecer assim que alguém piscar. Corajoso e genial, Cavaleiro das Trevas, é, obviamente, um dos melhores filmes do ano.





4 comentários:

Rafael Ribeiro Rocha disse...

Preciso ver esse filme... E uma sugestão, porque vc tbm não faz um top 10 dos melhores games que já jogou na vida? Não importa que sejam antigos, acho que ficaria legal...

Rafael Ribeiro Rocha disse...

Volta EXPLO!!!

Arthur Malaspina disse...

Nossa... eu nem posso explicar o que achei do filme.. não esperava tudo isso...

A verdade que o melhor filme do ano já saiu... seja ele Wall-E ou Batman.. não consigo me decidir..

Bárbara disse...

Eu vi duas vezes e você, como sempre, sabe como fazer uma pessoa ir ao cinema com suas críticas! Mas eu assisti ao filme antes de ler, e agora o vejo com outros olhos. Não tinha enxergado tudo isso no filme, não! Só consegui perceber o que todo mundo já notou: Heath Ledger estava simplesmente fantástico nesse filme.

Abraço!