Chico Anisio - De pai para filho

O humor brasileiro, definitivamente, está na merda. É só ligar a televisão para ver como tudo gira hoje em dia em torno daquele humor de bordão repetitivo do (argh!) Zorra Total ou daquelas piadas fraquinhas que se apoiam na interpretação forçada do humorista do (argh!) Show do Tom. Tirando aí o Pânico e, mais recentemente, o CQC, que tem um humor legal justamente por parecer expontâneo e inteligente ao mesmo tempo, o resto dá vontade de se matar.

Então o humor bom foi parar no teatro, e por isso eu fui com muita expectativa assistir a um baita ícone chamado Chico Anisio, junto com seu filho André Lucas, no espetáculo "De pai para filho". Pena que as coisas não correram como eu esperava: o show se resume a uma porção de piadas contadas em sequência (ora por Chico, ora por André), naquele ritmo que mistura uma piada de português, outra de loira, outra de criança e por aí vai - piadas antigas ou novas que conseguem ser engraçadas, porque os dois são ótimos contadores, mas sobretudo e somente piadas. Não há muito sentido em se ver Chico Anisio contando piadas quando a gente sabe que ele tem uma galeria imensa de personagens para mostrar. Os melhores momentos do show são justamente quando ele e o filho criam uma sequência maior em formato de sketch, mas isso aconteceu no máximo três vezes.

Não que "De pai para filho" seja ruim; eu lembro de rir bastante, mas só isso, sem nenhuma cena realmente boa para contar para os amigos depois. Mas vida longa a Chico Anisio, que mesmo sendo convencional ainda é melhor do que todos os comediantes da TV amarrados.





Em tempo:
no youtube tem um video de uma entrevista dele no Jô, em que ele faz o número da "velhinha profissional", para mim o melhor momento do show (encerrando-o, aliás). Assistam e vocês vão entender porque é um desperdício ficar ouvindo piadas de português de um cara desses.

http://www.youtube.com/watch?v=XsW6dNs6MUI

Um comentário:

Rafael Ribeiro Rocha disse...

Só para te informar, Chico Anysio (que eu saiba é com y) está no seriado "Guerra e Paz", aquele da loira peituda e do Marcos Pasquim que anda sem camisa... É uma participação bem pequena, mas dá pra notar que ele não aguentaria o ritmo de um programa só dele, creio eu... E talvez você não consiga assistir, mas o "15 minutos", que passa todo dia na MTV, com o Marcelo Adnet, é hilário... Vc já deve ter visto o vídeo do "Sílvio Santos cantando Sweet Child O'Mine"...