Do cinema, esses tempos

Às vezes eu sinto preguiça, eu também sou gente, oras. Então, de uma vez só, os três últimos filmes que eu vi no cinema.

Encantada (
Enchanted): de uns anos para cá, a Disney tinha perdido a mão bonito em seus filmes – e se não fosse a Pixar para honrar o nome, não sei não. Porém, em 2007 eles tiveram a brilhante idéia de tirar um sarro da própria cara e fizeram Encantada, a história da princesa dos contos de fada que vai parar em Nova York. Não chega a ser brilhante, mas a caracterização de Amy Adams como princesa-que-veio-do-desenho-e-agora-é-de-carne-e-osso é bastante divertida, além de algumas boas piadas encaixadas aqui e ali que satirizam a própria Disney. Que isso seja um sinal de recomeço. Bom.

Rambo IV (Rambo): Stallone é Rocky – e por isso Rocky Balboa, com o lutador velho e gordo tentando reencontrar a fama e um sentido na vida é um ótimo filme. E por isso Rambo IV, com o ex-combatente do Vietnan matando pessoas sem qualquer explicação é um lixo completo. O novo Rambo consegue reunir tudo o que há de ruim nos filmes do gênero – diálogos ridículos, ausência de trama, bandidos sanguinários inverossímeis de tão malvados e uma porção de outros defeitos. Salvo aí as mortes bastante gráficas – que não resolvem os problemas de antes, mas são pelo menos um gol de honra – Rambo IV é, sem dúvida, uma merda. Stallone, por favor, vá trazer Ivan Drago da União Soviética, mas não cometa mais uma besteira dessas. Fraco.

Jogos de Poder (Charlie Wilson’s War): todo mundo gosta do Tom Hanks porque ele interpreta tipos bonzinhos – e faz isso muito bem. O problema está quando escolhem ele para fazer um bandido – no caso, o congressista americano Charlie Wilson – e, ao invés de tornarem Hanks malvado, fazem o bandido ficar legal. O grande pecado de Jogos de Poder é nunca se resolver entre uma crítica a sordidez americana de apoiar o Afeganistão contra os soviéticos no fim da década de 80 ou um elogio à bondade norte-americana de ajudar os afegãos contra os temíveis russos comedores de criancinha. No fim das contas, o que sobra é um filme que deveria ser corajoso e acaba quase sendo panfletário. Regular.

Um comentário:

TV Digital disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the TV Digital, I hope you enjoy. The address is http://tv-digital-brasil.blogspot.com. A hug.