Ratatouille

Não dá para falar de Ratattouille sem fazer comparações culinárias: não é um cachorro quente ou qualquer coisa para engolir sem nem perceber o que está descendo a goela, mas de uma culinária fina, feita para encantar mais sentidos do que só o paladar. Isso quer dizer que Ratattouille não é de matar de rir, mas é um filme inteligente, composto de detalhes pequenos e sutis – difíceis de serem percebidos pela gente, que está sempre jogando a comida para dentro sem mastigar direito. No meio da perfeição técnica da Pixar – e precisa falar disso? – fica uma metáfora de como nós temos pressa e assim vamos perdendo o sabor das coisas.

ps: não deixem de ver o curta divertido antes do filme e, fundamental, o trailer misterioso de Wall-E, a animação de 2008 da Pixar.

[texto atualizado]
Assisti Ratattouile outra vez hoje, pra acompanhar uma grande amiga minha que ainda não tinha visto o filme. Não costumo ver o mesmo filme duas vezes – ainda mais no cinema – num período de tempo tão curto, mas essa era uma situação diferente, e como eu tinha achado o filme simpático, resolvi que merecia uma segunda ida.
Lembro da crítica que eu escrevi da primeira vez: Ratattouile era um filme para ser saboreado, não visto. No fundo, eu fui esperando uma grande comédia e encontrei um filme sensível, o que me fez sair ligeiramente desapontado do cinema – não pelo o que eu vi, mas pelo o que eu não tinha visto.

Desta vez eu fui atrás do filme sensível mesmo e, meu Deus, como Ratattouile é fantástico: trilha sonora inebriante, diálogos geniais e uma riqueza de detalhes que merece pelo menos mais cinco idas ao cinema. Para manter a metáfora da gastronomia, da primeira vez eu queria me sustentar – e engoli a comida. Hoje eu fui para jantar e sorver cada sabor – e assim eu fiz uma das melhores refeições do ano.

4 comentários:

Bárbara disse...

Nossa, então o filme deve ser bom mesmo!! Espero que dê pra eu assistir. E vou anotar a dica de não esperar uma comédia.

Sobre o Pan... Uma piada. E não duvido que aconteça isso mesmo, caso a Copa de 2014 seja aqui.

Sobre o Quatro Patacas... Muito bom o texto que você escreveu lá! Adorei a idéia!

Um abraço!

Bárbara disse...

Ah, esqueci de comentar: o novo layout tá muito legal!
Gostei mesmo!

Strange Little Girl disse...

Eu quero assistir a esse filme! Nem vou com expectativas, é mais porque eu achei o ratinho bonitinho. Mas depois de toda essa recomendação eu já vou ver até mais rápido e antes de outros filmes! Depois eu escrevo como foi.

Beijos

Strange Little Girl disse...

Vi Ratatouille quinta-feira. Adorei o filme. Como você disse, é sensível, inteligente, bem feito, com diálogos excelentes e momentos adoráveis. Sem falar que aquele ratinho é uma gracinha, hehehe. Quero ver outra vez.

Beijos