Harry Potter e a Pedra Filosofal

Não entendo muito bem o porquê, mas as pessoas meio que esqueceram Pedra Filosofal, o responsável por tudo isso aí. A luz dos outro cinco lançados, o primeiro Harry mostra alguns problemas que foram melhorados depois, ao mesmo tempo que algumas qualidades que foram perdidas. E continua fascinante.

Ler Pedra Filosofal sabendo de tudo o que ocorre depois ganha uma nova dimensão de divertimento: a vida cachorra que Harry leva com os Durleys por mais de cem páginas atiça na gente o desejo de que ele vá logo para Hogwarts, e toda aquela passagem do recebimento das cartas fica muito mais angustiante. É curioso perceber também como, de certa forma, Harry Potter talvez fosse parar naquele livro: salvo o mistério da primeira derrota de Voldemort para Harry e um suposto retorno do Lord das Trevas nos anos seguintes, todas as pontas são fechadas, ao invés daquele caminhão de perguntas sem respostas que começaram a surgir depois de Prisioneiro de Askaban. Se por um lado, Rowling era mais simples e mais ecônomica no que diz respeito a trama – sem esticar coisas desnecessárias como acontece em Ordem de Fênix e Enigma do Príncipe – por outro dá para ver claramente uma imaginação um pouco contida, especialmente no trecho final do alçapão e o duelo com Quirrel, que é visivelmente mais fraco e curto do que todos as outras partes de ação da série (basta lembrar das provas do Torneio de Cálice de Fogo e a gente repara como ela podia ir mais longe). Com tudo isso na balança, Pedra Filosofal não deve nada aos seus sucessores, e deixar ele de lado é, no mínimo, ingratidão.

4 comentários:

Bárbara disse...

Oi! Que bom que você gostou do meu blog! Quanto ao nome (estava só esperando alguém me perguntar), eu tirei do filme, sim! :) Assim como você, eu tenho um caso de amor com esse filme, amor à primeira vista porque, para falar a verdade, eu nunca o assisti... Mas estou ansiosíssima, espero que Pequena Miss Sunshine chegue logo às locadoras.

Agora, falando do seu blog, eu gostei muito!!! Pelo visto, você também ama cinema!! Gostaria de escrever críticas de filmes tão bem quanto você.

Concordo com quase tudo que li em seu blog, como a sua opinião sobre as propagandas de cerveja (eu particularmente odeio) e sobre os livros do Harry Potter. :)

Parabéns pelo blog! E até mais! :)

Bárbara disse...

Mas que sorte a sua de ter visto o filme duas vezes! :) E eu aqui, esperando... Pois é, tudo indica que Miss Sunshine vai chegar em dvd em março. Ainda bem que tá perto!

Obrigada por ter me linkado! Também linkei você, espero voltar aqui e me deparar com novos posts sobre filmes (e outras coisas também, é claro!).

Até mais!

Strange Little Girl disse...

Eu adorei "A Pedra Filosofal". Acho que é o único livro que está realmente claro na minha mente. Eu acabei abandonando a série, mas ela vai ficar sempre aqui esperando para ser lida novamente! È claro que o primeiro livro tem o seu valor!

Beijinhos

Ariadne Celinne disse...

Inveja, inveja, inveja, eu to aqui.. querendo ler todos de novo e não posso. Juro, depois que eu entrar na facul vou fazer tanta coisa... a primeira da lista: reler Harry Potter.