Borat

Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstanm (2006). Dir: Larry Charles. Com Sacha Baron Cohen, Ken Davitia e uma porção de pessoas enganadas. 84 min.

Borat, que estréia por aqui semana que vem, é um daqueles casos interessantes de filmes que andam no fio da navalha entre o absurdamente divertido e o constrangimento completo. Isso se explica pela idéia insana de colocar um ator vestido como repórter do Cazaquistão viajando pelos Estados Unidos e ouvindo as atrocidades que alguns americanos tem a dizer – tudo isso acompanhado de um sotaque hilário e cenas antológicas de tanta besteira. Lógico, as vezes ele cruza a linha e acaba exagerando, além do final ser visivelmente inferior ao resto do filme. Contudo, Borat (e seu subtítulo bizarro – cultural learnings of America for make benefit of glorious nation Kazakstan) é uma maravilha de comédia de humor-negro e besteirol total.

(Sacha Baron Cohen, o Borat, venceu o Globo de Ouro de 2006 por melhor atuação em comédia)


2 comentários:

Ana disse...

pois é li tudo.. e tá tipo.. "bem a sua cara" sabe ?!
continuo concordando com as criticas.. acho que todos os filmes que você mencionou no blog eu só não vi nenhum dos "Rocky" e talvez será um dos únicos que não vou ver ..

Strange Little Girl disse...

Sua nota não foi a maior, mas como a gente não concorda em tudo eu ainda vou ver esse filme. Estou curiosa. Depois digo o que achei!

Beijinhos