Da locadora, 25/01

Nacho Libre (Nacho Libre, 2006) - o segundo filme do diretor Jared Hess não tem a mesma aura de idiotice tão alta quanto de Napoleon Dynamite, mas não deixa de ser engraçado ver Jack Black na pele de um lutador de luta-livre mexicano, ao lado do seu companheiro igualmente bizarro Esqueleto. E a trilha sonora é um caso a parte (tem até "Batmacumba", dos Mutantes!); 4/5 folhinhas.

Soldado Anônimo (Jarhead, 2006) - Soldado Anônimo é mais um filme sobre guerra, e não de guerra, que mostra a concentração dos mariners antes do início da Guerra do Golfo, e toda a aflição que vai tomando conta deles enquanto o combate não começa. Bastante bem-humorado, é um filme que ao mesmo tempo diverte e assusta; 4/5 folhinhas.

ps: estou voltando amanhã para Araraquara, a Terra do Sol Ardente, e talvez as postagens diminuam de frequência. Mas continuam.

Um comentário:

Strange Little Girl disse...

Tenho uma amiga que desistiu do curso em Araraquara e, em uma das explicações para o ato, me disse: "Essa cidade é quente demais!". Agora entendi o tal sol ardente...